Tipos de sensores: saiba quais são e as aplicações de cada um

Publicado por Mult Comercial em

Você sabe o que é um sensor? Essas pequenas peças que captam e interpretam estímulos de diversas fontes estão presentes em praticamente todos os equipamentos eletrônicos de hoje em dia. Devido a toda essa funcionalidade, também existem diversos tipos de sensores, dentre os quais:

  • Sensores fotoelétricos;
  • Sensores acústicos;
  • Sensores magnéticos;
  • Sensores elétricos;
  • Sensores térmicos;
  • Sensores capacitivos;
  • Sensores de pressão.

Como você deve imaginar, diferentes tipos de sensores possuem diferentes tipos de aplicação, seja no ramo industrial, comercial, eletrônico e muitos outros. Por serem dispositivos extremamente úteis e de fácil manuseio, eles estão cada vez mais presentes em todos os setores da atividade humana.

Quer saber mais sobre cada tipo de sensor? No post dessa semana, a Mult Comercial te conta tudo o que você precisa saber sobre cada um deles, suas funções e como eles podem ser aplicados.

Acompanhe a leitura e entenda tudo sobre esses dispositivos. Veja só:

Sensores vs transdutores: entenda a diferença

Antes que você saiba quais os principais tipos de sensores e para que eles servem, é necessário que você entenda a diferença entre um sensor e um transdutor. Pode parecer confuso, a princípio, e, por esse motivo, descomplicamos a ciência por trás do assunto para você entender:

  • Os sensores são responsáveis pela captação dos estímulos naturais do ambiente, sejam eles: luminosos, elétricos, de pressão, térmicos etc. Além de captar o estímulo, os sensores também interpretam as informações recebidas e as repassam adiante;
  • Os transdutores são dispositivos que traduzem as informações recebidas pelos sensores em linguagem entendível por outros equipamentos. Basicamente, os transdutores são dispositivos que convertem os estímulos de uma determinada natureza em informações diferentes – como sinais luminosos em dispositivos elétricos, por exemplo.

O conjunto sensor + transdutor forma o chamado sistema sensorial, que pode ser aplicado em escala industrial, veicular, residencial e muito mais. Com o desenvolvimento da tecnologia, já é possível encontrar sensores que desempenham ambas as funções simultaneamente, como veremos adiante.

sensores e transdutores

Conheça os 7 principais tipos de sensores

1. Sensores fotoelétricos

Exemplo clássico dos tipos de sensores que também funcionam como transdutores, os sensores fotoelétricos, ou ópticos, são responsáveis por captar estímulos luminosos – luz e sombra – e transformá-los em sinais elétricos que são repassados para o sistema.

Graças a essa propriedade, a principal aplicação dos sensores elétricos é na composição de circuitos eletrônicos presentes nas placas de praticamente todo tipo de equipamento eletrônico, do mais simples ao mais complexo.

Existem diferentes tipos de sensores fotoelétricos, dentre os quais:

  • Fotocélulas;
  • Fotossensores;
  • LEDs;
  • Fotodiodos;
  • Foto-tiristores;
  • Foto-transistores;
  • Válvulas fotomultiplicadoras;
  • Sensores de proximidade.

Muito utilizado na automação residencial, os sensores fotoelétricos estão entre os tipos de sensores mais comuns e de mais ampla aplicação, incluindo, mais recentemente, áreas como a robótica e a engenharia aeroespacial.

sensores fotoeletricos

2. Acústicos

Os sensores acústicos respondem ao estímulo das ondas sonoras que se propagam no ar em outros meios – como o aquático –, interpretando-os e transformando-os em linguagem entendível por outros tipos de equipamentos.

Vale lembrar que os sensores acústicos são diferentes dos sensores sonoros, pois enquanto o modelo acústico mede a velocidade de propagação das ondas sonoras, os sensores sonoros captam as frequências das ondas responsáveis pelo som.

Por esse motivo, os sensores sonoros estão presentes em alto falantes, microfones e dispositivos sonoros e audiovisuais, enquanto os sensores acústicos possuem aplicações como:

  • Captação de distâncias em sensores de estacionamento de carros e veículos;
  • Ecolocalização em aparelhos sonares de submarinos;
  • Auxílio no sistema de focalização de câmeras mais antigas, a exemplo das polaroides.
  • sensores acusticos

3. Magnéticos

A fonte de estímulo para os sensores magnéticos é a propriedade física do eletromagnetismo. Por esse motivo, os sensores desse tipo conseguem captar campos e fluxos magnéticos com bastante precisão e acuidade de informações.

O principal campo de atuação dos sensores magnéticos é o monitoramento, desde a área residencial, como no caso de portas e janelas, até a área industrial, no controle de válvulas lineares e cilindros pneumáticos.

Um subtipo muito comum de sensor magnético é o sensor indutivo, cujo mecanismo de ação consiste em criar um pequeno campo magnético ao seu redor, que é alterado toda vez que algum objeto metálico entra em seu campo de interferência.

Por esse motivo, na indústria, os sensores indutivos são aplicados na detecção de partes e peças metálicas metais como ferro, aço, alumínio, latão e aço inox.

sensores magneticos

4. Capacitivos

Semelhantemente aos tipos de sensores anteriores da nossa lista, os sensores capacitivos também são utilizados para identificar peças e partes de objetos, com a diferença de que, no caso dos capacitivos, podem ser identificados materiais não-metálicos, do tipo:

  • Plásticos e resinas;
  • Madeira;
  • Vidro;
  • Derivados sintéticos.

Outra função dos sensores capacitivos é a detecção do nível de líquidos, o que amplia a área de aplicação desses modelos para praticamente qualquer atividade industrial e comercial.

sensores capacitivos

5. Elétricos

Grandes protagonistas no mundo dos dispositivos de detecção, os sensores elétricos são estimulados por quaisquer grandezas de natureza elétrica, especialmente variações em correntes e tensões.

Por esse motivo, é muito comum esse tipo de sensor estar associado a circuitos, nos quais desempenham funções secundárias relacionadas a outros componentes, peças e até mesmo sensores, como por exemplo os relés.

Inclusive, já falamos tudo sobre o que são e os tipos de relés aqui no blog – não deixe de conferir.

sensores eletricos

6. Térmicos

Sensores térmicos, também chamados de sensores de temperatura, reagem a estímulos térmicos de variações de temperatura. É muito provável que você já tenha entrado em contato com um aparelho muito comum que utiliza esse tipo de sensor: o termômetro.

No entanto, esse não é o único tipo de sensor térmico disponível hoje em dia. Entre os outros modelos de dispositivos de temperatura podemos citar:

  • Sensores termopares;
  • Sensores de temperatura de resistência (RTD);
  • Termistores.

Cada um deles possui uma área de atuação específica que varia desde o controle de temperatura em ambientes residenciais (termostatos), corporal (termômetro comum), até em associação com computadores para o controle preciso de alterações ambientais dentro de máquinas e outros componentes eletrônicos.

sensores termicos

7. Sensores de pressão

Por último na nossa lista de tipos de sensores estão os modelos que detectam, como o próprio nome sugere, variações de pressão de gases e líquidos dentro de sistema controlados. Alguns modelos compõem sistemas sensoriais com outros tipos de sensores, especialmente os térmicos.

Devido às propriedades dos dispositivos de pressão, eles são muito utilizados em ambientes fabris para o controle da pressão de fluidos em sistemas hidráulicos e de ar comprimido, garantindo a segurança e o bom funcionamento das máquinas e equipamentos.

sensores de pressao

E então, gostou do nosso conteúdo? O universo da eletrônica é fascinante e merece ser explorado a fundo, então, acompanhe o blog da Mult Comercial para ter acesso às melhores postagens sobre o assunto. Nos vemos no próximo post!

Categorias: Robótica

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *