O que é RFDI? Entenda essa tecnologia!

Publicado por Mult Comercial em

Você já ouviu falar do sistema RFID? Com o crescimento da utilização desse tipo de identificação, muita gente tem buscado entender melhor como o sistema funciona e quais são suas vantagens.

Historicamente, estamos habituados a utilizar o código de barras para as mais diferentes funções. No caixa do supermercado, por exemplo, sabemos que toda mercadoria deve ter um código.

Esse código será verificado conforme a aproximação do produto ao leitor, por um determinado tempo, em um ângulo correto. Todo esse trâmite foi criado para agilizar os processos de compra e funcionou muito bem por muitos anos.

Porém, a tecnologia tende a evoluir constantemente, assim, as etiquetas RF foram desenvolvidas, no intuito justamente de substituir a tradicional leitura por código de barras e agilizar processos em diversos segmentos comerciais e industriais.

Como funciona o Sistema RFID?

Como funciona o Sistema RFID_

A sigla RFID tem procedência da língua inglesa, Radio Frequency Identification. Sendo assim, em português, chamamos de Identificação por Radiofrequência. Esse termo, define o sistema RFID como um método de identificação automática.

Essa tecnologia propõe a mesma função dos códigos de barra, no entanto, é mais precisa, rápida e eficiente. Ela se comunica em curto alcance, a partir de sinais de rádio que, em grande parte, são lidos automaticamente nas etiquetas RF.

Essas etiquetas possuem pequenos chips, que transmitem as informações em tempo real aos sensores. A forma como o método funciona é bastante ágil, e possui dois componentes essenciais: o transceptor e o transponder.

A função do transceptor, popularmente conhecido como a antena do sistema, é captar e armazenar os dados do leitor. A partir disso, o transponder, que consiste na etiqueta RF, armazena as informações que precisam ser transmitidas.

Vale lembrar que existem dois tipos de etiquetas de radiofrequência: as passivas e as ativas. Uma etiqueta ativa tem sinais de maior alcance, pois possui um circuito com bateria. Elas são capazes de emitir sinais de forma independente e  armazenar dados em memória RAM, ou seja, são mais funcionais e precisas.

Já as RF passivas se limitam a receber o sinal enviado pela antena e responder, sendo assim, possuem alcance menor. Normalmente, elas chegam da fábrica com dados já definidos, no entanto, eles podem ser regravados.

Onde aplicar o sistema RFID?

onde aplicar RFID

O uso das etiquetas RFID vem aumentando gradativamente conforme seus benefícios vão sendo conhecidos. Hoje podemos encontrar as etiquetas RFID nos mais diversos segmentos, sendo aproveitados para funcionalidades distintas.

Por exemplo, em hospitais, as etiquetas RFID são usadas para monitorar a temperatura de pacientes. Elas possuem um sensor de temperatura, portanto, são muito úteis e poupam esforços humanos nesse tipo de trabalho.

Em pedágios e estacionamentos, essa tecnologia permite que a passagem de veículos seja controlada. A partir do momento que o carro ultrapassa o sensor, ele é identificado e as ações são liberadas. Catracas se abrem ou se fecham.

Esse mesmo procedimento também ocorre no controle de produtos que passam pelas esteiras de uma indústria, por exemplo. Esse processo é bem mais eficiente e rápido que os códigos de barras.

Nos aeroportos, essa tecnologia possibilita que os donos das malas sejam encontradas pelo seus donos com mais facilidade. As etiquetas costumam ser colocadas nas malas, assim, são facilmente rastreáveis.

As etiquetas RF de rastreamento também são muito úteis em lojas. Sabe aquele sensor que os estabelecimentos possuem? Eles identificam produtos que ainda estão com etiquetas e estão sendo transportados para fora do comércio, evitando roubos.

O que vem por aí?

identificação de humanos rastreável

É possível que, em um futuro não muito distante, o sistema RFID seja utilizado também para a identificação de humanos. Esse método já é utilizado por donos de animais, para identificar e rastrear os pets.

Entretanto, a identificação e rastreio de pessoas através dessa tecnologia é um passo que ainda podemos ou não vivenciar, visto que envolve inúmeros trâmites burocráticos e jurídicos.

De qualquer forma, a utilização das etiquetas RF de identificação é bem mais aplicável em documentos de identificação, como RG e Passaporte. É evidente que a  identificação biométrica por meio de etiquetas RF em documentos pode ser muito útil.

Conheça algumas vantagens da tecnologia RFID

Conheça algumas vantagens da tecnologia RFID

Como dito anteriormente, as etiquetas RFID podem ser utilizadas em diversos segmentos. Em cada um deles elas propõem vantagens e benefícios diferenciados. Entretanto, de forma geral, podemos listar os principais.

  • Utilizar etiquetas RF em seu comércio pode te ajudar na prevenção de furtos e roubos.
  • Você pode ter acesso a rastreamentos em tempo real, no caso das etiquetas RF ativas.
  • Velocidade na movimentação de mercadorias e melhor controle do transporte de itens.
  • Registro automático, preciso e eficiente de controle de estoque de saídas e entradas de qualquer nicho.

Compre seu leitor RFDI na Multcomercial

A tecnologia RFID já é amplamente utilizada em diversas empresas. Seja para rastrear, controlar ou proteger seu negócio, ela é uma excelente opção. Afinal, ela é capaz de transportar uma grande gama de informações.

Além disso, a redução das falhas é essencial em qualquer segmento. Utilizando leitores RFID os processos são automatizando e, consequentemente, os níveis de falha humana são drasticamente diminuídos.

Aqui na Mult Comercial você encontra leitores RFID de qualidade e procedência. Vale a pena acessar o nosso site para conhecer nossas opções, somos uma empresa especializada no comércio de componentes eletrônicos, robótica e muito mais!

Continue acompanhando nosso blog para ter acesso a novas dicas, sugestões e informações semanais que trazemos para você. Nos vemos no próximo post!

Categorias: Robótica

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *