Entendendo a elétrica: tensão, corrente e resistência

Publicado por Mult Comercial em

Os assuntos do post de hoje – tensão, corrente e resistência – são os três princípios básicos de qualquer circuito. Compreendê-los bem, portanto, é fundamental para quem deseja dominar elétrica e eletrônica.

Corrente e tensão são dois conceitos muito confundidos, mesmo por indivíduos versados em elétrica. A resistência, por sua vez, é pouco compreendida, apesar de estar presente em todos os aparelhos elétricos ou eletrônicos.

Quer entender as diferenças e as relações entre esses conceitos? Acompanhe o post e sofistique seus projetos. Vamos lá?

Os sinônimos da elétrica: quem é quem?

sinônimos da eletricidade

Antes de iniciarmos as definições e explicações mais aprofundadas, vamos estabelecer alguns esclarecimentos terminológicos que, por si só, podem tirar muitas dúvidas.

Os termos corrente e tensão são frequentemente chamados, respectivamente, de amperagem e voltagem. No tratamento popular, esses nomes são usados como sinônimos, mas muita gente não sabe que corrente e amperagem, por exemplo, referem-se ao mesmo conceito.

Esses sinônimos vêm das unidades de medida usadas para designar a corrente e a tensão. Para a primeira, a corrente, utiliza-se a unidade Ampere. Para a segunda, tensão, faz se a medição em Volts.

O uso não é exatamente o mais adequado. Imagine que, para tratar de certa distância, utilizemos o termo metragem ou quilometragem como sinônimos exatos. A correspondência nem sempre é possível.

Aqui, portanto, utilizaremos apenas os termos corrente e tensão, considerados corretos pela academia.

Para facilitar sua visualização, elaboramos uma tabelinha:

tabela

Definindo os conceitos

definindo conceitos

Corrente, tensão e resistência são as denominações das três principais grandezas elétricas.

Grandeza, por sua vez, é o nome que se dá a qualquer fenômeno ao qual é possível atribuir um valor. As três grandezas elétricas, portanto, são fenômenos da eletricidade que podem ser medidos e valorados. Ampere e Volt são exemplos de unidades de medida.

Essas três grandezas são sempre inter-relacionadas, e todas dizem respeito às ações dos elétrons – a base da eletricidade. Sabendo disso, analisemos cada uma das três, estabelecendo suas especificidades e diferenças.

  • Corrente

corrente elétrica

A corrente elétrica é o princípio mais básico dos três. Por ele, mede-se a quantidade de elétrons que passa por um condutor em uma determinada quantidade de tempo.

Imagine que o condutor em questão é um fio. Nele, elétrons passam a todo tempo, ininterruptamente. Se contarmos a quantidade de elétrons que passa por determinado ponto do condutor em determinada quantidade de tempo, definiremos a corrente elétrica.

Como já dissemos, a corrente elétrica é medida por Amperes. Um Ampere equivale a um Coulomb por segundo. O Coulomb (C), por sua vez, é uma unidade complexa de carga elétrica, cuja carga elementar é

  e = -1,602176487 · 10-¹⁹ C.

Para a microeletrônica, nosso assunto favorito, o Ampere pode ser uma unidade muito grande, ineficaz para medir correntes sutis. Por isso temos todas as suas derivações: miliampere, microampere, nanoampere, e assim por diante. Acompanhe a tabela: 

tabela 1

Quanto mais amperes, então, mais elétrons passam pelo condutor em certa unidade de tempo. Fácil, não é?

  • Tensão

tensão elétrica

A tensão é um conceito um tanto mais complexo que a corrente elétrica, mas muito útil e claro quando compreendido. Olha só:

Imagine que, para que os elétrons consigam passar pelo fio condutor – ou seja, para que haja corrente elétrica – é necessário um “empurrão”. Esse impulso é oferecido por uma diferença de potencial elétrico.

Essa diferença pode ser grande ou pequena, gerando diferentes efeitos na corrente. Na eletrônica, a diferença de potencial é chamada de tensão, que é medida em Volts. Quanto maior a diferença de tensão, mais Volts teremos.

  • Resistência

resistência

Agora que sabemos o que é corrente e o que é tensão elétrica, é hora de compreender a resistência. Esse conceito é mais fácil de entender. Veja:

Ao passarem por condutores diversos, impulsionados pela diferença de potencial elétrico, os elétrons enfrentam certa dificuldade, um arrasto. A isso, dá-se o óbvio nome de resistência elétrica.

A resistência oferecida pelos fios e condutores é influenciada por diversos fatores, como material, formato, comprimento, temperatura… Tudo isso oferece diferentes níveis de resistência.

Imagine que a corrente elétrica seja como a água passando por um tubo. Quanto mais estreito o canal, mais difícil é a passagem da água. Maior é a resistência.

Um resistor elétrico funciona como um estreitamento no canal pelo qual passam os elétrons. Resistores fazem com que a energia cinética dos elétrons se transforme em energia térmica, pelo efeito Joule (J). É assim que funcionam chuveiros e secadores, por exemplo. (Leia mais e descubra “Quais os tipos de resistores“).

O nível de resistência é medido em Ohms, em homenagem ao físico Georg Simon Ohm. Seu símbolo é o ômega maiúsculo: Ω.

E aí, compreendeu a diferença entre esses conceitos tão precisos em elétrica e eletrônica? Se tiver dúvidas, fale com a gente! Vamos adorar responder seus comentários.

Quer saber onde comprar componentes e ferramentas para projetos eletroeletrônicos? A Mult Comercial oferece resistores, microcontroladores, potenciômetros, chaves e mais, tudo com qualidade de serviço e o melhor preço do mercado virtual. Confira nossos produtos e otimize seus projetos!

Categorias: Eletrônica

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *