Tipos de relé: entenda como são fundamentados e sua constituição!

Publicado por Mult Comercial em

Você já ouviu falar dos relés? O relé é uma chave de comando, que como um componentes elétricos é responsável por operar com sinais de baixa potência e gerar mudanças imediata. Podemos contar com diversos tipos de relés que controlam grande parte das variáveis de circuito.

Na construção de um sinal elétrico desenvolvido para controlar diversos circuitos, é possível isolar completamente a eletricidade entre o controlador e os circuitos controlados. Assim, acontece o uso dos relés transmissores, que são responsáveis por repassar os sinais vez por vez.

Entenda o uso dos tipos de relé

entenda o uso dos tipos de relé

Os relés podem ser usados em dispositivos eletrônicos, em estações de limpeza e purificação de água, em usinas hidrelétricas, na produção de alimentos, em linhas operacionais, além de muitos outros usos comuns. É perceptível a vasta gama de uso deste componente.

Normalmente, encontramos diversos tipos de relés no mercado. Porém, podemos considerar três gerações atuais desse componente que podem conter variações que implicam em sua constituição e formas de funcionamento.

Eles são chamados de: relés eletromecânicos, que representam a primeira geração deste produto. Os relés de estado sólido, de segunda geração e, por fim, os relés digitais, que correspondem à terceira geração, a mais recente e tecnológica.

De acordo com esses tipos de relés, ainda temos espaço para abrir mais classificações. Já que eles também podem receber nomenclaturas de acordo com sua função, atuação e também de acordo com os itens que os compõe.

Veja a classificação dos tipos de relé:

  • Relés temporizadores

relés temporizadores

Eles podem ser usados durante o processo de constituição de operações de chaveamento que irão contar com a manipulação do tempo. Por isso, eles são muito úteis em fabricações industriais, sendo aplicados na partida de motores e quadros de comando.

  • Relés térmicos

relés térmicos

Esse tipo de relé pode ser utilizado em projetos que procuram alterar a temperatura. Sua principal função é fornecer proteção em casos de sobrecarga de eletricidade, por isso, são muito aplicados no uso de motores.

  • Relés para proteção

relés para proteção

Eles são usados para ligar e desligar aparelhos. Também são responsáveis por mensurar a grandezas e são capazes de elaborar campos eletromagnéticos.

Relés de estado sólido: quais são as vantagens?

relés de estado sólido

Esse tipo de relé também pode ser conhecido como Solid State Relay, ou SSR. Ele é um dispositivo completamente eletrônico que possui as mesmas funções de relé eletromecânico e também de um contator.

Ele usa propriedades de materiais semicondutores para suas funções de isolamento e comutação. Os relés em estado sólido possuem várias vantagens em relação aos tipos eletromecânicos. Veja:

  • Contam mais resistência a vibrações mecânicas.
  • Como o relé em estado sólido não conta com contato físico, ele não resulta em arco voltaico.
  • Respondem a maiores frequências de acionamento, pois possuem um tempo de comutação menor que relés eletromecânicos.
  • O efeito bounce é plenamente evitado, já que não existe a trepidação dos contatos.
  • Eles possuem menor tamanho.
  • Os relés de estado sólido costumam ter uma vida útil maior que as os outros, afinal, apresentam menos desgaste com o passar do tempo.

Classificações dos relés de acordo com os tipos de materiais:

classificações dos reles

Os relés são, normalmente, compostos por prata, ouro, tungstênio ou platina iridiada. Desses materiais, o mais utilizado é a prata, já que o ouro apresenta uma pequena resistência mecânica e possui usos específicos.

É possível encontrar tipos de relés que variam de acordo com os materiais que eles são constituídos. Assim, seu uso e função também acabam sendo afetados. Veja mais de perto algumas alternativas:

  • Batente: o relé tipo batente é bastante aplicado quando não são necessárias grandes quantidades de energia para ligar ou desligar os circuitos. Ele exige pouca energia na bobina.
  • Telefônico: já os relés telefônicos são os melhores para atividades em que diversos circuitos precisam ser ligados ou desligados simultaneamente. Eles são reconhecidos como excelentes em casos em que é preciso ajustar ou liberar o tempo desses circuitos. O relé telefônico é um tipo de relé temporizador, sendo assim, possui as mesmas aplicações daquelas citadas anteriormente. Eles possuem capacidade de permitir uma quantia determinada de circuitos comutadores.
  • Travamento mecânico: esse é um relé que precisa ser ajustado e religado manualmente, sempre que a corrente de energia assumir uma nova posição. Ele é capaz de ligar quando houver energia e continua em funcionamento quando não existe mais.

E então, gostou de conhecer um pouco mais sobre os tipos de relés? Sabemos que o universo da eletrônica é bastante amplo, portanto, estudar sobre ele é sempre um desafio. Vale a pena iniciar com os conceitos mais básicos e continuar sempre progredindo.

Se você é um profissional da área ou um entusiasta sobre o assunto, lembre-se de que existem muitas possibilidades para explorar e descobrir. Por isso, continue de olho do blog da Mult Comercial.

Por aqui, estamos sempre trazendo novidades, dicas, sugestões e aplicações sobre dispositivos eletrônicos, teorias, coisas que você pode fazer em casa e muito mais. Nos vemos no próximo post!

Categorias: Eletrônica

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *