Como testar um transistor com multímetro analógico?

Publicado por Mult Comercial em

O transistor é um componente fundamental para diversas aplicações no mundo da eletrônica. Basicamente, ele é responsável por amplificar ou barrar tensões de forma chaveada em um sistema. Isto é, pode ser ativado ou desativado para aumentar ou limitar a potência em um sistema.

Por ter uma parte tão importante no dia a dia de profissionais do ramo da eletrônica, o transistor, inevitavelmente, passa pelo teste do multímetro, outra ferramenta essencial para esse meio.

Entretanto, assim como existem transistores que operam de formas distintas, os próprios tipos de multímetros também têm suas peculiaridades, sendo relativamente diferentes entre seus modelos mais comuns: os multímetros digitais e analógicos.

No post de hoje, você vai aprender como testar um transistor com multímetro analógico. Continue a leitura para conferir!

Quais os principais tipos de transistores e suas diferenças

estrutura transistor

Você certamente já deve ter se familiarizado com as diferenças entre os multímetros digitais e analógicos com as nossas postagens anteriores. Agora, é hora de distinguir também os dois principais tipos de transistores.

A grosso modo, podemos dizer que eles são como interruptores modernos que substituem as válvulas eletrônicas antigas, e estão entre as invenções mais importantes do século XX, pois possibilitaram a criação de aparelhos como nossos celulares, videogames e basicamente todos os outros eletroeletrônicos da atualidade.

Em sua estrutura, os transistores básicos contém 3 “pernas”:

  • B = a Base, responsável pela ativação daquele transistor;
  • C = Coletor, seu polo positivo;
  • E = Emissor, seu polo negativo.
  • Da mesma forma como outros semicondutores, ele possui polaridades que criam resistência ou amplificam o próximo estágio de sua cadeia de acordo com sua determinação.
  • Aqui podemos citar os dois modelos principais de sinais:
  • PNP (Positive – Negative – Positive): em sua saída, conduz sinal positivo para se associar com o próximo componente;
  • NPN (Negative – Positive – Negative): inversamente proporcional aos PNPs, esse modelo conduz um sinal de saída negativo.

Os tipos e aplicações são um campo extenso e, apesar de essa ser uma simplificação pelo bem do argumento, é possível se aprofundar muito mais (mas deixaremos para um artigo futuro).

Quais as diferenças dos multímetros e como testá-los em cada um

quais as diferenças entre um multímetro analógico e digital e como testa-los

Além das diferenças levantadas sobre multímetro digital e analógico, tratando-se dos testes, há uma distinção elementar: a polarização interna é invertida de um em relação ao outro!

Ligando o multímetro na chave de teste de componentes, no chaveamento de potência adequado, é necessário ajustar o “Zero”. O transistor para funcionar adequadamente deve apresentar, em média, 2/3 do curso total do ponteiro. Nem muito mais, nem muito menos.

Nos multímetros analógicos, a posição das pontas de prova deve ser:

A ponta de prova positiva ( + ) (vermelha), precisa ser posicionada sobre a base (B), que é a extensão do meio, e a ponta de prova negativa ( = ) (preta) será testada cada vez em um terminal, o de saída (E) e o de entrada (C). Devendo, cada vez, apresentar a proporção média de 2/3 do curso total do ponteiro.

Uma vez que a polarização de cada um é invertida, com um multímetro digital, a lógica também será inversa:

A ponta de teste preta vai sobre a base (B) e a vermelha testa a entrada (C) e a saída (E).

Havendo um erro no posicionamento em ambos os casos, o digital apresentará um erro e o analógico não se moverá, podendo acusar um transistor funcional como inoperante. Por isso, é fundamental seguir essas recomendações para não acabar descartando um componente sem defeitos.

A chave seletora deve estar posicionada proporcionalmente à potência de cada transistor, ou pode apresentar erros, também.

Para finalizar…

para finalizar

É indispensável entender a medição das ferramentas e as diferenças entre elas, assim você opera com muito mais propriedade com os equipamentos que têm e pode escolher novos de acordo com suas principais necessidades, economizando e aumentando seu arsenal.

Na Mult Comercial você encontra uma série de componentes, ferramentas e acessórios especiais para os mais variados ramos da eletrônica. Aproveite para conferir!

E para receber mais postagens relacionadas, continue acompanhando nosso blog. Semanalmente publicamos um novo artigo repleto de dicas e informações!

Categorias: Eletrônica

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *