Como fazer um bom isolamento acústico em diferentes situações

Publicado por Mult Comercial em

Ter aquele espaço próprio para praticar, ensaiar e produzir é o sonho de todo músico, e na maioria das vezes o maior impedimento é o medo de fazer muito barulho, especialmente para os bateristas, que sempre levam a má fama de barulhentos.

O isolamento acústico é uma necessidade para quem quer ter paz com os vizinhos e também mais privacidade para tocar. Por isso, o blog MultComercial preparou um conteúdo completo com dicas para você isolar o seu ambiente de forma adequada, confira:

Os tipos de isolamento acústico

Tipos de isolamento acústico

O tipo de isolamento acústico que você vai projetar depende bastante do tipo de barulho que você quer isolar. Da sua intensidade e da sua direção. Algumas pessoas querem isolar a casa de barulhos externos, como os do trânsito ou de aviões, outras querem isolar o barulho interno de vazar para a parte externa.

No primeiro caso, a questão é mais ligada com a estrutura base das paredes da casa como um todo, mas no segundo caso é possível fazer algumas implementações, especialmente porque elas se referem a partes mais diferenciadas e isoladas do ambiente, como estúdios.

Diferença entre absorver e isolar

Diferença entre absorver e isolar som

É importante fazer essa diferenciação, afinal, quem tem mais prioridade apenas em praticar, vai precisar de paredes que absorvam bem o som, para que vazem o mínimo possível. Agora, se você também tem interesse em captar os sons, ter uma boa acústica, a questão fica diferente.

Paredes mais espessas já têm algum poder de absorção, mas não de isolamento. O primeiro passo para um isolamento acústico mais efetivo é escolher bem o local do estúdio. Se puder, dê prioridade para áreas mais cercadas por outros cômodos ou bem isoladas do resto do ambiente. Isso vai depender da disposição de espaço que você tem.

Como isolar diferentes tipos de som

como isolar diferente tipos de som

Os materiais para isolamento acústico podem variar bastante de acordo com o tipo do som que você quer isolar. Por exemplo, as baterias, que costumam causar uma baita dor de cabeça, precisam de espessura nas paredes.

Nesse caso, você pode instalar uma placa de madeira compensada, com um espaço interior com alguns centímetros livres para rechear de lã de vidro, lã de PET ou mineral, que são opções baratas e seguras.

Outra opção para quem está criando o estúdio novo ou reformando é optar pelo uso de drywalls e forrar eles com as lãs isolantes, assim você não perde espaço, deixa o ambiente mais seguro, garante um isolamento acústico mais orgânico e também um isolamento térmico, que é ótimo para quem está montando um estúdio para alugar.

Vai te poupar de dores de cabeça com fiação e facilita a instalação de uma ilha de edição adjunta!

Se o ambiente tiver janelas, você pode usar a famosa fita de isolamento acústico ou optar por uma janela recheada com ar, com dois vidros e um centro oco – isso ajuda também a se livrar de sons externos.

O piso e o teto também precisam ser isolados, especialmente se o ambiente for de salas comerciais ou em um prédio.

No piso, a aplicação de mantas de borracha recobertas por carpete ou mesmo um piso vinílico controlam bem a propagação. No caso do teto, é importante isolar as laterais antes de aplicar qualquer outra coisa. No caso de prédios, vale a pena isolar as laterais no chão, também.

Isolando sons graves e médios

como isolar graves e médios

O som do contrabaixo exige uma tática diferente: as ondas dos alto falantes precisam ser bem distribuídas e, se for o caso de ter uma boa captação, ela precisa ser preparada para reverberar muito bem no ambiente, já que é difícil de ser capturada com detalhes.

Aplique espumas acústicas por todo o ambiente, aquelas que lembram caixas de ovo. Quanto mais espessas, mais adequadas para o som do baixo e metais mais graves, também.

Já em relação aos sons médios, como o da guitarra, as espumas acústicas também são muito indicadas, mas não precisam ser tão recheadas. Se seu interesse é apenas ensaiar no ambiente, fazendo um barulho reduzido, as próprias caixas de ovo podem ser um ótimo quebra-galho.

Usando tecidos ortofônicos no amplificador e modulando bem os efeitos, você consegue dar uma boa amenizada nos sons mais agudos.

Dicas para isolamento acústico

Mais do que selecionar o lugar mais adequado e aplicar espumas para isolamento acústico, a posição de cada instrumento, seus amplificadores e a microfonação fazem milagres na qualidade do ambiente.

Como o som médio se propaga mais para cima, dê uma leve inclinada no amp (aplique uma boa cantoneira para não rasgar a espuma de isolamento acústico) para cima, já o cubo do baixo precisa estar em uma posição central, diretamente contra a bateria, para a cozinha da banda poder se comunicar bem.

Traremos uma publicação aqui no nosso blog futuramente sobre o tema, é só ficar ligado assinando nossa newsletter. Aqui na Mult Comercial você confere uma série de dicas sobre eletrônica, de manutenções caseiras até a robótica! Até mais!

Categorias: Dicas e Tutoriais

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *